Breve histórico de edições anteriores

O primeiro ENPEG foi realizado em 1985, sediado pela Universidade Estadual Paulista – Unesp, campus de Rio Claro/SP, sob coordenação e liderança da professora Lívia de Oliveira. Inicialmente, seu objetivo era reunir professores das instituições de ensino superior que, naquele momento, atuavam nos cursos de Licenciatura em Geografia (quase que exclusivamente nas disciplinas de Práticas de Ensino de Geografia – os atuais estágios supervisionados de Geografia). Tal esforço visava a estruturação de um espaço para debate e sistematização das investigações e pesquisas que se iniciavam na área.

Progressivamente, a consolidação do evento esteve aliada à ampliação dos programas de Pós-Graduação em Geografia e da consequente ampliação das pesquisas em Educação em de Geografia, bem como a vinculação das discussões dos ENPEG às múltiplas realidades escolares, de modo que o evento passou a receber e fomentar a participação de professores da Educação Básica, de alunos de graduação e pós-graduação que tem o Ensino de Geografia como área de investigação em suas pesquisas de Iniciação Científica (IC), mestrado e doutorado.

Os trabalhos e debates presentes na história do evento, que aliam resultados de pesquisas acadêmicas e reflexões consubstanciadas pelas práticas de professores da Educação Básica, vêm acentuando as especificidades da produção do conhecimento escolar em Geografia, demarcando o papel e a importância dessa disciplina como disciplina escolar e como campo de investigação científica. Abaixo, segue a lista das edições anteriores:

  • 13º ENPEG – 2017: UFMG – Belo Horizonte
  • 12º ENPEG – 2013: UFPB – João Pessoa
  • 11º ENPEG – 2011: UFG – Goiás
  • 10º ENPEG – 2009: UFRGS – Porto Alegre
  • 9º  ENPEG – 2007: UFF – Niterói
  • 8º  ENPEG – 2005: UFMS – Dourados
  • 7º  ENPEG – 2003: UFES – Vitória
  • 6º  ENPEG – 2001: USP – São Paulo
  • 5º  ENPEG – 1999: UFMG – Belo Horizonte
  • 4º  ENPEG – sem informações
  • 3º  ENPEG – ano ? UFJF – Juiz de Fora
  • 2º  ENPEG – 1987: UFSE – Aracaju em 1987
  • 1º  ENPEG – 1985: Unesp – Rio Claro

Com base nos números gerais da última edição do ENPEG, realizada na Universidade Federal de Minas Gerais, em 2017, o evento contou com 334 trabalhos apresentados e 443 inscritos presentes, bem acima dos quantitativos das edições anteriores, conforme pode-se observar no Gráfico. 2, o que ratifica a importância e a magnitude do evento para a área do Ensino de Geografia.

 Gráfico 2. Quantidade de trabalhos publicados nos Anais dos ENPEG, 2003-2017.

enpeg grafico

Fonte: Anais das edições dos ENPEG

A trajetória que vem sendo construída no escopo dosENPEG é produto da diversidade temática e teórico-metodológica e do constante crescimento que a área Ensino de Geografia vem tomando em torno do seu debate.

Vale ainda destacar que desde 1985 houve apenas uma única interrupção na periodicidade dos ENPEG, mais exatamente no ano de 2015, quando deveria ter sido realizado na cidade de Belém. Com esforços significativos de toda a comunidade de pesquisadores em Ensino de Geografia, com destaque para os professores da Universidade Federal de Minhas Geral, o evento foi retomado em 2017 e realizado com muito sucesso e com excelentes avaliações apresentadas na sua Assembleia Final.

Compreendendo e colaborando com esse movimento, o Grupo de Pesquisa Ateliê de Pesquisas e Práticas em Ensino de Geografia (APEGEO) assume, então, a tarefa de conduzir a realização da 14ª edição do ENPEG, considerando as possibilidades de interlocução e aprofundamento teórico-metodológico dos temas pertinentes ao Ensino de Geografia, corroborando também, em nível regional, com a formação de nossos alunos de graduação e pós-graduação da Universidade Estadual de Campinas e de outras universidades públicas paulistas.

O Ateliê de Pesquisas e Práticas em Ensino de Geografia (APEGEO) é o laboratório de Educação em Geografia do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, e tem por objetivo desenvolver e compartilhar pesquisas acadêmicas em nível de graduação e pós-graduação, realizar atividades de extensão e práticas educacionais de formação inicial e continuada em Educação em Geografia, sejam elas em ambientes formais ou não formais de Educação.

No APEGEO, estão sediados dois grupos de estudos: 1) Grupo de Estudos de Currículo, Políticas Educacionais e História da Geografia Escolar, liderado pelo professor Rafael Straforini; 2) Grupo de Estudos Educação Cartográfica linguagens e Ensino de Geografia, liderado pela professora Tania Seneme do Canto.

A organização de um evento da magnitude do ENPEG envolve muitos esforços e acreditamos que o APEGEO está plenamente habilitado para tal tarefa, considerando suas atividades realizadas nos últimos anos, dentre as quais destacam-se a o apoio na organização do Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, realizado em 2017, como aproximadamente 1200 participantes e do X ENANPEGE, realizado em 2013, com mais de 1000 participantes. Das ações de coordenação de eventos promovidos diretamente pelo APEGEO destacam-se os Encontros Regionais de Ensino de Geografia, realizados bianualmente e que em 2018 esteve em sua sexta edição, ocorrendo entre os dias 19 e 21 de outubro. Embora carregue no nome o termo “regional”, o evento vem destacando-se como um dos expoentes eventos na área de ensino de Geografia, que congrega professores da educação básica e a universidade de todo o Brasil.

Outro ponto a ser destacado para a organização do evento é a Comissão Organizadora Adjunta, formada por 15 professores pesquisadores da área de Ensino de Geografia que, desde a candidatura da Unicamp como sede da 14ª edição do ENPEG, não vem medindo esforços na construção coletiva do projeto do evento. Estão presentes nesta comissão professores da USP (Butantã e Ribeirão Preto), Ufscar (Sorocaba), Unesp (Rio Claro, Ourinhos e Marília), Unicamp, Unifesp (Guarulhos), Secretaria Estadual de Educação e o primeiro doutor formado dentro do APEGEO, que também professor da Uneb (Jacobina-BA).

Fonte: MACHADO, Valeriê Cardoso. O ensino de ambiente na Geografia do Ensino Médio no Estado de Goiás: saberes e práticas docentes. Tese (Doutorado em Geografia) Goiânia: UFG – Instituto de Estudos Sócio-Ambientais, 2010., p. 85.